Instituto TIM   English

O Instituto TIM apoia organizações não governamentais que têm sua relevância e seriedade reconhecidas no Brasil e no exterior, como Fundação Abrinq, Instituto Ronald McDonald, Instituto Ayrton Senna, Casa de Passagem de Recife, Escola Técnica Redentorista (ETER) e Fundação Amazonas Sustentável (FAS).

 

O Instituto TIM também apoia a Bateria do Instituto TIM, que promove a educação musical de cerca de 50 crianças, adolescentes e adultos a partir de 7 anos do Rio de Janeiro (RJ). Entre os participantes há jovens surdos e ouvintes, além de pessoas com outras deficiências. O grupo conta com mestre de bateria, músicos monitores e intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Os ritmistas aprendem técnica de baquetas e realizam jogos interativos explorando a atenção, concentração e percepção e os princípios básicos de ritmo, tempo e andamento. São realizados ensaios semanais, além de diversas apresentações públicas durante o ano.

A bateria foi criada em 2010 em parceria com o Centro Educacional Pilar Velazquez – escola do município do Rio especializada na formação de alunos surdos – como parte do projeto TIM Música nas Escolas. O Centro Educacional Pilar Velazquez sediou os ensaios da bateria por dois anos, mas em 2012 a instituição encerrou suas atividades. Para dar continuidade à bateria, foi estabelecida parceria com o Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES). Em 2013, uma nova parceria foi feita com o Centro Municipal de Referência da Música Carioca Artur da Távola, que passou a sediar os encontros. Cerca de 50 crianças, jovens e adultos com idades a partir dos 7 anos participaram das atividades da Bateria do Instituto TIM. Nos ensaios semanais os ritmistas aprenderam técnica de baquetas e realizaram jogos interativos explorando a atenção, concentração e percepção e os princípios básicos de ritmo, tempo e andamento.

Em 2014, foram realizados 4 ensaios abertos e 3 apresentações públicas. Além disso, jovens da Bateria do Instituto TIM desfilaram na Escola de Samba Império da Tijuca, do Grupo Especial do Carnaval do Rio, em um carro alegórico que tinha como tema a inclusão social. Em 2015, foram realizados 34 encontros e 5 apresentações públicas, incluindo ensaios abertos e uma participação no Mini Bloco durante o pré-Carnaval do Rio de Janeiro. Em 2016, a Bateria realizou 34 encontros e 7 apresentações públicas; entre elas, uma apresentação no aniversário do bairro da Tijuca e outra junto com o projeto Portadores do Ritmo, que aconteceu no bairro do Catete.

As atividades da Bateria do Instituto TIM continuam em 2017. Os ensaios acontecem aos sábados das 10h às 12h no Centro de Referência da Música Carioca Artur da Távola, no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro.