Instituto TIM   English

Já são quatro as instalações da plataforma Mapas Culturais publicadas e em funcionamento. Além de SP Cultura, da cidade de São Paulo, estão no ar Sobral Cultura, de Sobral (CE); Mapa da Cultura, do estado do Rio Grande do Sul; e Lugares da Cultura, de São José dos Campos (SP). As plataformas SP Cultura, Sobral Cultura e Mapa da Cultura já foram lançadas em eventos públicos e estão sendo usadas pela população e pelo poder público. Já Lugares da Cultura deverá ser lançada oficialmente em breve.

O projeto também está adiantado em João Pessoa (PB) e Blumenau (SC). Na capital paraibana e no município catarinense – onde a plataforma se chama, respectivamente, JP Cultura e Blumenau Mais Cultura – a ferramenta está instalada em endereço provisório enquanto recebe dados. Em Blumenau, inclusive, já foi realizado o lançamento oficial da plataforma, com a presença do prefeito Napoleão Bernardes e do presidente do Instituto TIM, Manoel Horacio.

Mapas Culturais é uma solução livre que contribui com a gestão pública e pode ser adotada gratuitamente por qualquer estado ou município. A plataforma permite que dados sobre agentes culturais, atividades e locais relacionados à cultura fiquem todos reunidos em um mesmo local. O sistema é alimentado de duas formas: pelos próprios agentes públicos e também pelos agentes culturais, colaborativamente. A partir da ferramenta é possível criar uma agenda cultural ampla, acessar o registro completo dos produtores e espaços culturais de uma certa região, contatar produtores culturais. Mapas Culturais contribui para a elaboração de políticas públicas na área da cultura, ao mesmo tempo em que mapeia, reúne e oferece à população, de forma simplificada, informações sobre eventos e agentes culturais.

Tags: