Instituto TIM   English

A Secretaria da Cultura do Tocantins lançou no dia 21 de julho o Mapa Cultural do Tocantins. É a primeira instalação autônoma realizada pelo poder público do software livre Mapas Culturais, desenvolvido pelo Instituto TIM, de que se tem notícia. A plataforma reúne informações de agentes, espaços, eventos e projetos culturais no estado, cadastrados tanto pela equipe da Secretaria quanto por agentes culturais, de forma colaborativa.

O secretário da Cultura, Melck Aquino, conheceu o software por meio da plataforma SP Cultura, instalação de Mapas Culturais em São Paulo (SP). “Percebi que era diferenciada, interativa e visualmente fácil, e quis implementar”, explica. O secretário discutiu a proposta com o assessor de Tecnologia da Informação da Secretaria da Cultura, Leonardo Fernandes, que também havia conhecido Mapas Culturais por meio de sua instalação no Rio Grande do Sul, CulturaRS. “Encontrei o link para o código do software no GitHub e consegui fazer a instalação e a personalização em cerca de 20 dias”, conta Leonardo. Foi o primeiro projeto da Secretaria que utilizou software livre.

O Mapa Cultural do Tocantins já conta com mais de 150 agentes culturais cadastrados. Esse número deve aumentar nas próximas semanas, quando serão incluídos outros agentes que estão cadastrados no Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais (SNIIC) do Ministério da Cultura. Após a divulgação inicial, o próximo passo da Secretaria é visitar cidades do interior do estado para realizar o cadastro de aldeias indígenas, comunidades quilombolas e grupos de cultura popular, que têm mais dificuldade de acesso à internet.

“A plataforma permite o acesso a informações imediatas e mais precisas e a indicadores culturais seguros. Podemos mapear e conhecer a realidade local, diagnosticar quem é quem entre os agentes, atender às necessidades regionais e pensar em aparelhos culturais alternativos”, afirma Melck. A expectativa do secretário é que, futuramente, a primeira fase dos editais e a apresentação de projetos para a Secretaria também possam ser feitas por meio da plataforma.

Leonardo acrescenta que a iniciativa é uma grande oportunidade para as pessoas conhecerem o que acontece e quais são os espaços culturais do Tocantins. “A usabilidade é perfeita, a maioria das pessoas que já acessaram mapas pela internet vai se familiarizar. O design também é muito bonito, com as seções bem organizadas, não dá para se confundir”, diz o assessor.

Mapa Cultural do Tocantins

 

Tags: