Instituto TIM   English

O projeto Agentes da Transformação, realizado pelo Instituto TIM em parceria com o Instituto Pereira Passos (IPP) no Rio de Janeiro (RJ), conta com uma nova parceria em 2015: o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). A colaboração acontece por meio da Plataforma dos Centros Urbanos (PCU), iniciativa do UNICEF que estabelece parcerias com prefeituras e Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente em oito cidades brasileiras para reduzir desigualdades que afetam crianças e adolescentes.

O UNICEF participou da elaboração do questionário deste ano e da segunda fase da formação dos jovens pesquisadores, realizada entre 31 de agosto e 4 de setembro. Na formação, o IPP apresentou os dados das pesquisas dos anos anteriores e orientou os bolsistas para a aplicação do questionário de 2015, entre outras atividades. Os jovens também aprenderam a usar o software livre Para Pesquisa, desenvolvido pelo Instituto TIM especialmente para este projeto. Já o UNICEF promoveu a oficina “Competências para a vida”, com foco no direito dos jovens a participar da gestão urbana.

“Queremos instigá-los a perceber que são parte da comunidade e podem representá-la. É muito importante que eles possam mostrar o potencial dos jovens da comunidade e o quanto eles podem contribuir com a sociedade”, explica Luciana Phebo, coordenadora nacional da PCU e coordenadora do escritório do UNICEF no Rio de Janeiro. “A pesquisa é uma ferramenta que ajuda os jovens a conhecer sua força e a valorizá-la. Essa participação é essencial para a redução das desigualdades”, completa.

Os dados coletados também serão utilizados pela PCU e contribuirão para o monitoramento e a avaliação de desigualdades no Rio de Janeiro. “Os dados serão transformados em informações socialmente úteis para ajudar as comunidades a conhecer suas potencialidades e necessidades. Cada comunidade tem seu perfil, mas ter esses dados gerais é uma força muito grande, que pode ser usada em diferentes contextos”, diz Luciana.

Pesquisa de campo
A segunda fase da pesquisa de campo de 2015 do projeto Agentes da Transformação já começou. Até o dia 6 de novembro, os 120 jovens pesquisadores entrevistarão moradores de comunidades pacificadas do Rio de Janeiro que tenham entre 14 e 24 anos. O objetivo é coletar dados sobre a realidade dos jovens dessas comunidades.

O projeto teve sua primeira fase finalizada em agosto, quando os bolsistas fizeram a listagem dos domicílios que seriam entrevistados. Agora, o intuito é coletar 6 mil questionários com perguntas relacionadas a domicílio, família, educação, trabalho, uso do tempo, conectividade, segurança, violência e avaliação da comunidade. Para cadastrar as respostas, os pesquisadores utilizam tablets com o aplicativo Para Pesquisa.

São 12 novas comunidades participantes em 2015: Jacarezinho, Turano, Penha, Roquete Pinto, Vila Kennedy, Timbau, Caju, Chapéu Mangueira/Babilônia, Arará/Mandela, Macacos, Alemão e Barreira do Vasco. Confira os dados das pesquisas realizadas em 2013 e 2014.

Agentes da Transformação - Pesquisa 2015 1Agentes da Transformação - Pesquisa 2015 2Agentes da Transformação - Pesquisa 2015 3Agentes da Transformação - Pesquisa 2015 4Agentes da Transformação - Pesquisa 2015 5

Tags: