Instituto TIM   English

Depois de um ano do lançamento, o VcSBC, aplicativo para celulares e tablets que funciona como serviço de zeladoria urbana on-line da Prefeitura de São Bernardo, se consolida não apenas como ferramenta para solicitar serviços públicos, mas também como meio de os moradores ajudarem a cuidar da cidade. Atualmente, são 18 mil usuários cadastrados e 114 categorias de serviços disponíveis. Nesse período, até 14/6, foram feitas 25.843 requisições por parte dos usuários. O VcSBC é resultado de parceria entre a Prefeitura e o Instituto TIM.

O aplicativo, que permite aos cidadãos requisitarem pela internet, de celulares e tablets, serviços como varrição de rua e poda de árvores, recebeu, em abril deste ano, o Governarte 2015, prêmio internacional concedido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que reconhece ações inovadoras em gestão pública.

Para o secretário de Administração e Modernização Administrativa, José Augusto Guarnieri Pereira, o VcSBC tem o efeito de despertar a cidadania, já que o morador pode, cada vez mais, participar da gestão pública, fiscalizando a atuação da Prefeitura e requisitando serviços de manutenção e cuidados com a cidade. “O aplicativo cria nova relação do morador com o município. Como a solicitação dos serviços pode ser feita pela internet, sem a necessidade de deslocamento até a Prefeitura, o VcSBC tem efeito benéfico até mesmo sobre a mobilidade urbana”, explicou.

Alguns dos serviços mais solicitados foram reparação de buracos em vias, poda de galhos, análise prévia para licença de ambulante, capina, corte de mato/grama em córregos, vias e áreas públicas, veículos abandonados e poluição sonora. Os pedidos vão direto para a área responsável dentro da Prefeitura, que realiza a análise técnica do atendimento, identifica o departamento, a categoria, e faz o devido encaminhamento para a solução do problema.

“O primeiro ano de funcionamento do VcSBC é resultado do trabalho de vários setores da Prefeitura, que abraçaram a ideia de inovação. É também um dos projetos mais importantes desenvolvidos nesta gestão para a modernização da administração. O prêmio do BID foi também um fato muito importante, pois concorremos com mais de 95 experiências da América Latina e do Caribe. Para os próximos anos, queremos cada vez mais aperfeiçoar o sistema, desenvolver outras plataformas e agilizar os serviços”, disse o secretário.

O aplicativo dispõe de um ícone no site da Prefeitura, pelo qual também é possível acessar os serviços. Em smartphones e tablets, o VcSBC pode ser instalado, gratuitamente, nos sistemas Android e iOS.

Status
De acordo com o coordenador da Rede Fácil, a maioria das solicitações feitas por meio do VcSBC é concluída. Do total acumulado no ano, 66% das requisições foram solucionadas, 28% estão em análise técnica e 2% em aberto. “É um sistema ágil e eficiente e, além disso, contribui com a gestão pública na manutenção da cidade, já que o próprio cidadão indica onde estão os problemas no seu bairro ou nas proximidades. Antes do sistema, o munícipe tinha de ligar ou vir pessoalmente fazer a solicitação e, muitas vezes, não fazia uma coisa nem outra”, disse.

Usuário do sistema, Fernando Santos Oliveira, morador do Parque Terra Nova II, se considera um dos fiscais da Prefeitura. Desde que tomou conhecimento do aplicativo, há oito meses, já fez quase 300 solicitações. “Fico impressionado, já que todas tiveram ótimo resultado, com uma média de cinco dias para a solução. Tenho o retorno pelo próprio aplicativo sobre o status do pedido. Depois vou ao local conferir. Dito e feito, tudo certinho!”, comentou. Oliveira disse que já teve pedidos solucionados para tapa-buraco, instalação de ponto de ônibus, de iluminação e repintura de faixa de pedestres.

On-line
Dos mais de 25 mil relatos no período de um ano, 41% foram por meio de internet e app, 37,4% pelo telefone gratuito (156) e 21,6% de forma presencial. “A tendência é diminuir o índice presencial e aumentar o da internet. Já o número de usuários pelo telefone tende a se manter porque estão relacionados ao perfil do idoso, em geral daquele que não tem acesso ou não adere à Internet”, disse o coordenador da Rede Fácil.

O aplicativo também permite recursos como enviar fotos e relatar os problemas detectados na cidade. Basta se cadastrar, escolher a categoria do serviço, indicar a localização geográfica da ocorrência e postar uma foto. A partir daí é gerado um protocolo e o morador é informado do andamento da solicitação.

Crédito da matéria: Prefeitura de São Bernardo do Campo

Tags: