Instituto TIM   English

A programação de museus de São Paulo durante as férias de julho foi reunida em um site integrado com a plataforma SP Estado da Cultura, instalação de Mapas Culturais no estado. O site Férias nos Museus foi criado para facilitar a divulgação da programação e como uma experiência para integrar o banco de dados da plataforma ao site da Secretaria da Cultura de São Paulo, onde está hospedado. No total, 19 museus disponibilizaram informações sobre mais de 70 exposições, palestras, saraus e outros eventos culturais realizados em julho.

Antes da plataforma, a equipe da Secretaria recebia por e-mail a programação de cada museu e compilava todas em um único arquivo para publicação no site. Era um processo trabalhoso e demorado. “Como as informações são muitas, nunca ficávamos satisfeitos com a forma de apresentação”, comenta Renata Beltrão, coordenadora de Comunicação e Imprensa da Secretaria e da plataforma SP Estado da Cultura. Em maio, durante a Semana Nacional de Museus (16 a 22), foi realizado o primeiro projeto em que as equipes dos museus ajudaram a inserir a programação de um período específico diretamente em um site. Com Férias nos Museus, essa experiência foi levada ao site da Secretaria.

O preenchimento da programação foi feito pelos próprios representantes dos museus, que cadastraram os eventos em SP Estado da Cultura e os marcaram na categoria “Férias nos Museus”, integrada ao site. Dessa forma, a programação foi construída e atualizada colaborativamente em um único local. Dois filtros de busca, por museu e por linguagem do evento, facilitaram a consulta por parte dos usuários. Renata conta que a adesão das equipes ao site foi tranquila. “Como já estavam todos capacitados para usar a plataforma, e a estão utilizando efetivamente, precisamos apenas enviar um e-mail informando que o projeto ‘Férias nos Museus’ estava aberto e que todos os agentes já estavam ligados a ele, lembrando que apenas precisariam marcar o projeto na hora de cadastrar os eventos”, diz.

A partir dessa experiência, a Secretaria planeja buscar novas formas de integração entre a plataforma e o site institucional. “Pretendemos fazer o mesmo com o ProAC (Programa de Ação Cultural), em um projeto que já está em andamento, e, idealmente, integrar a busca de agenda cultural à página inicial do site da Secretaria”, afirma Renata.

Tags: