Instituto TIM   English

Mais de 100 pessoas estiveram presentes no lançamento da plataforma Mapa Cultural de Pernambuco, instalação de Mapas Culturais no estado. O evento foi realizado em 25 de outubro no Museu do Estado de Pernambuco (MEPE), em Recife, e reuniu autoridades, agentes culturais, artistas, conselheiros de cultura, entre outros interessados. Também participaram o secretário estadual de Cultura, Marcelino Granja; a presidente da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Márcia Souto; a secretária executiva da Secretaria Estadual de Cultura, Silvana Meirelles; e o representante do Instituto TIM Daniel Moreira.

“Estamos diante de um instrumento muito poderoso e que pode dar uma grande contribuição à política pública de cultura do estado e dos municípios”, afirmou o secretário, que ainda revelou o próximo passo do lançamento: uma campanha publicitária para estimular agentes culturais, produtores e artistas a colaborar com a plataforma. “O Mapa Cultural de Pernambuco é a construção de um caminho que só será possível se for realmente colaborativo, com a participação da sociedade civil”, acrescentou a presidente da Fundarpe.

Marcelino Granja, secretário estadual de Cultura de Pernambuco; Silvana Meirelles, secretária executiva da Secretaria Estadual de Cultura; Daniel Moreira, representante do Instituto TIM; e Márcia Souto, presidente da Fundarpe.

 

Silvana Meirelles comentou que a plataforma irá contribuir com a articulação entre vários campos, mas destacou três: o turismo, o campo acadêmico e a gestão pública. “Finalmente conseguimos vencer a primeira etapa de um desafio que vem sendo enfrentado no âmbito da política cultural há anos, que é o de ter um banco de dados com informações completas”, disse. Por sua vez, Daniel Moreira contou sobre a criação de Mapas Culturais e reforçou a importância da participação de todos para o sucesso da ferramenta.

 

O coordenador do Mapa Cultural de Pernambuco, Tiago Montenegro apresentou as funcionalidades da plataforma e navegou pelas seções para demonstrar seu funcionamento. A ferramenta já conta com mais de 200 agentes e cerca de 130 espaços cadastrados. A intenção é que, em breve, a plataforma também seja utilizada para inscrições em editais e convocatórias estaduais. O evento de lançamento também contou com a apresentação do DJ Pepe Jordão, a abertura da exposição fotográfica “Resgatando métodos construtivos tradicionais do Nordeste” e uma visitação gratuita à exposição “Frida e Diego: um sorriso no final do caminho”.

 

Pernambuco é o sétimo estado a lançar sua instalação de Mapas, além do Distrito Federal. Dezenas de municípios e o Ministério da Cultura (MinC) também já aderiram à solução, que agora está sendo disponibilizada via SaaS (software como serviço) pelo MinC.

Créditos das fotos: Jan Ribeiro/Secult PE/Fundarpe

 

 

Notícias relacionadas:
Soluções que contribuem com cidades inteligentes
Cultura na Paraíba é a nova instalação de Mapas
Conheça as instalações de Mapas no MinC

 

 

Tags: