Instituto TIM   English

_MG_0378No dia 4 de agosto, a Prefeitura Municipal de São Paulo e o Instituto TIM realizaram o lançamento da plataforma Mapas Culturais, com a presença da ministra da Cultura, Marta Suplicy, e do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Compareceram mais de 300 pessoas, entre gestores públicos, integrantes de coletivos culturais de São Paulo e interessados em mapeamento e cultura digital em geral. Também foram ao lançamento representantes dos municípios e estados que adotarão a ferramenta em 2014: Ceará e Rio Grande do Sul, Campinas (SP), Santos (SP), João Pessoa (PB), Vitória da Conquista (BA), Sobral (CE) e Itacoatiara (AM).

Durante o evento, os presentes assistiram a um vídeo sobre a plataforma e viram como ela funciona no telão montado na Sala do Conservatório, na Praça das Artes. De acordo com o secretário municipal de Cultura, Juca Ferreira, Mapas Culturais – que em São Paulo leva o nome de SP Cultura – qualifica a gestão cultural e contribui para garantir a realização dos direitos culturais de todos. O presidente do Instituto TIM, Manoel Horacio, falou sobre a missão e a atuação do Instituto TIM e a implementação da plataforma que começa agora em outras 6 cidades e 2 estados.

_MG_0294Fernando Hadadd comentou a importância da cultura para permitir que mais pessoas sejam incluídas no debate político. “Essa ferramenta vai ajudar muito a prefeitura a acionar os programas já existentes e eventualmente criar outros programas de fomento à cultura na nossa cidade.” A última a discursar foi Marta Suplicy, que falou do SNIIC e do Sistema Nacional de Cultura, ressaltando que os mapas de cultura são importantes para fazer os territórios se conectarem. “O Brasil sempre teve um bom material, que é nossa diversidade. Sempre teve o talento dos construtores de nossa cultura, que é nosso povo. Faltavam o bom alicerce e a boa planta. E o alicerce são as políticas culturais”, comparou Marta.

Também compuseram a mesa do lançamento o secretário adjunto da secretaria de cultura do Estado de São Paulo, Sergio Tiezzi, e o representante da Agência Popular Solano Trindade (responsável pelo mapeamento piloto da plataforma no bairro do Campo Limpo), Tiago Vinícius. Mapas Culturais já está em funcionamento pela Secretaria Municipal de Cultura e pode ser acessada no link spcultura.prefeitura.sp.gov.br.

Tags: