Instituto TIM   English

Belo Horizonte (MG) é a mais nova cidade a adotar a plataforma Mapas Culturais. O evento de lançamento do Mapa Cultural BH, instalação de Mapas no município, foi realizado no dia 7 de junho no Museu Histórico Abílio Barreto. Cerca de 60 convidados compareceram ao lançamento, entre gestores e colaboradores de espaços culturais e autoridades, como Leônidas José de Oliveira, presidente da Fundação Municipal de Cultura (FMC); Jairo Barrione, gerente de Relacionamento da Cultura da Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel); e Manoel Horacio, presidente do Instituto TIM.

A implementação de Mapas Culturais na capital mineira foi realizada em parceria com a FMC, órgão que planeja e executa a política cultural de Belo Horizonte. Durante seu discurso no evento, o presidente da FMC disse que a parceria com o Instituto TIM contribui para a modernização da gestão cultural. “Vimos o quanto a plataforma era moderna e versátil e imediatamente corremos atrás. Esse casamento vai ser muito vigoroso para as políticas públicas da cidade de Belo Horizonte. Sozinhos, não chegaríamos num projeto tão rico como esse”, declarou.

Além do cadastro de eventos, espaços, agentes e projetos culturais, a plataforma será usada para a publicação de editais. “Tudo isso de forma transparente”, ressaltou Leônidas. A secretária geral do Conselho Municipal de Política Cultural, Rita Gusmão, acrescentou que será possível ter um retrato de quem são os agentes da produção cultural no município. A participação dos agentes culturais e dos cidadãos na plataforma e, consequentemente, na gestão da cultura em Belo Horizonte, foi destacada também pelo presidente do Instituto TIM. “O Mapa Cultural BH permitirá aos gestores, agentes culturais e a todos os cidadãos conhecer, compartilhar e gerir com mais assertividade a produção cultural da cidade”, afirmou Manoel Horacio.

O Mapa Cultural BH está alinhado ao Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais (SNIIC) do Ministério da Cultura, que utiliza uma instalação de Mapas para disponibilizar dados culturais de todo o país, o Mapa da Cultura. A plataforma também foi implementada nos municípios de São Paulo (SP), Sobral (CE), Blumenau (SC), São José dos Campos (SP), João Pessoa (PB) e Santo André (SP) e nos estados do Ceará, Rio Grande do Sul, Tocantins, Mato Grosso e São Paulo.

IMG_20160607_102247 Foto de Ricardo Laf IMG_20160607_103942 Foto de Ricardo Laf

Créditos das fotos: Ricardo Laf

Tags: