Instituto TIM   English

Para os professores da Universidade de Harvard Bob e Ellen Kaplan, o segredo para fazer com que a matemática não seja um sinônimo de sofrimento para seus filhos está na forma de ensinar e encarar a disciplina. Os autores da abordagem The Math Circle, trazida para o Brasil pelo Instituto TIM por meio de O Círculo da Matemática do Brasil, estiveram em Brasília (DF) para a realização de um evento público sobre a abordagem e selecionaram cinco dicas para que mães e pais ajudem suas crianças a melhorar o desempenho na disciplina e ver os números de forma mais divertida.

1. Ensine seu filho a dizer “eu não entendi”.
Normalmente, quando a criança não entende a resolução de um problema, ela pensa: “Meu Deus, eu não sei isso! Vão achar que sou burro”. Entretanto, saber dizer “eu não entendi” é extremamente importante. Os professores gostam de explicar as coisas, mas muitas vezes as crianças não têm essa percepção. Incentive seu filho a dizer de forma educada ao professor que não entendeu determinado conteúdo.

2. Ajude seu filho a encarar a matemática como uma brincadeira.
Matemática é tão legal quanto artes. É preciso que seu filho pense dessa forma e tenha prazer na aprendizagem. Ajude-o a curtir a matemática, aproveitando com seus colegas e até brincando mais.

3. Incentive seu filho a descobrir sozinho as respostas.
É preciso entender que tudo na matemática faz sentido, que as partes se encaixam. A matemática sempre te diz alguma coisa, tem ideias e significados, não é apenas uma coisa automática. Quando a criança descobrir que consegue chegar a esse sentido sozinha, vai enxergar a matemática como uma coisa maravilhosa.

4. Olhe ao redor e instigue seu filho a fazer o mesmo.
Apenas olhe ao redor. “Olhar” é algo que parece fácil, mas não é. É uma das coisas mais difíceis de aprendermos a fazer porque já temos preconceitos, preconcepções das coisas. Quando se olha de uma forma nova e diferente ao redor, como se fosse a primeira vez, podemos ter um insight, que nos leva a outros insights. Oriente seu filho a olhar para as coisas de uma forma totalmente diferente e você verá o resultado.

5. Encoraje seu filho a querer sempre fazer melhor.
A questão é não se satisfazer com o que você fez. Sinta orgulho do que você realizou, mas perceba, no outro dia, que você pode fazer mais, pode ser melhor. É como cozinhar: você sabe como se cozinha, mas se pensar “eu posso fazer melhor”, vai preparar pratos ainda mais deliciosos – e é maravilhoso quando isso acontece.

Tags: