Instituto TIM   English

O Círculo da Matemática do Brasil fez uma pesquisa sobre o nível básico de competências matemáticas dos brasileiros e descobriu – entre outras conclusões – que 75% dos adultos não conseguem fazer médias simples e entender frações. O estudo foi realizado em julho e agosto de 2015 em 25 cidades com 2.632 pessoas acima de 25 anos. Os entrevistados responderam perguntas sobre sua relação com a matemática e questões que envolveram 11 competências básicas esperadas de um adulto. Os resultados mostram um cenário preocupante.

Percentuais e contas com taxa de juros são uma dificuldade para 63% e 69% dos participantes da pesquisa, respectivamente. E 85% dos adultos não sabem estimar números aproximados. A pesquisa mostra que a maior parte das pessoas não vê uma relação da matemática com seu cotidiano: 89% dizem que não usam a matemática no dia a dia. Além disso, 2 em cada 3 entrevistados declaram não ter boas memórias das aulas de matemática na escola.

O estudo, coordenado pelo economista Flávio Comim, ainda aponta uma desigualdade nos resultados em relação ao tempo de escolaridade. Enquanto 39,7% dos entrevistados com 15 anos de estudo não sabem fazer médias simples, esse número aumenta para 84% entre quem tem até 8 anos de estudo. As grandes diferenças se repetem nas outras competências – e ao comparar os participantes com 1 ano de estudo com aqueles que têm mais tempo de escolaridade, as desigualdades aumentam em até 4,6 vezes.

É importante lembrar que quase metade dos brasileiros só estudaram até o Ensino Fundamental, o que indica que os resultados entre quem tem até 8 anos de estudo representam uma boa parcela da população. A pesquisa reforça não só a importância de mudar a imagem da matemática nas escolas, mas também apresenta um desafio a ser enfrentado: encontrar meios para melhorar as habilidades matemáticas dos adultos.

Tags: